repelente na barba
Sem categoria 7 de abril de 2020

Repelente na barba: posso usar?

Já passou repelente na barba? Bom, o Brasil é um país tropical e, por isso mesmo, as estações do ano são tão regradas quanto em outros países. Ao mesmo tempo em que derretemos em dias de calorão, somos surpreendidos pela friaca… sem contar as chuvas fora de hora. 

Por aqui, primavera, verão, outono e inverno se misturam e, não é surpresa, termos as quatro estações em um único dia. Mas, independente da época do ano, fato é que uma presença não tão agradável sempre nos ronda: os insetos. Dependendo da região em que se mora, a situação é ainda mais grave e os mosquitos não dão trégua. A solução é recorrer a produtos como repelentes para tentar amenizar a situação, mas para os barbudos de plantão, certamente uma pergunta não quer calar: pode usar repelente na barba?

Cara, esse é um assunto que entra ano, sai ano, sempre martela na cabeça dos barbudos. Afinal, vale tudo para manter bem longe os indesejáveis insetos. E, em especial, o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela.

via GIPHY

Além das doenças citadas acima, a picada desses insetos causa coceira e irritação. E, para quem é alérgico, a situação fica ainda mais complicada, com inchaço no local.

É dureza, mas esse bichinho pequeno, praticamente microscópico, pode causar grandes estragos e, dependendo da doença transmitida, levar à morte.

Vale ressaltar que esses cuidados devem ser tomados durante todo o ano e não só nos períodos mais críticos.

Por isso mesmo, todo cuidado é pouco e prevenção é a palavra de ordem para manter a saúde em dia e os pernilongos e mosquitos bem longe. 

Mantendo o mosquito bem longe

via GIPHY

Todo cuidado é pouco para garantir que o mosquito fique bem longe. Independente da época do ano, é preciso se prevenir.

Afinal, não vale apenas usar repelentes, inseticidas nos ambientes e outros cuidados para evitar ser picado.

Sim, brother, os cuidados vão além e nós, barbudos de respeito, temos que estar cientes de nosso papel como cidadãos e fazer a nossa parte.

Se existem mosquitos, é porque alguém está dando mole para que possam se reproduzir. E, no caso do Aedes aegypti, o local preferido para isso são recipientes com água parada.

Então, antes de sair por aí cobrando dos outros, mão na consciência para garantir que você está fazendo a sua parte.

É bem simples manter o mosquito longe e, se todos colaborassem, certamente não teríamos tantos casos de doença registrados.

Se você ainda tem dúvidas sobre o que fazer, saca só essas dicas:

  • Não deixe água parada. Uma simples tampinha de garrafa ou papel de bala podem servir para acumular água e serem usadas pela fêmea do mosquito para botar os ovos. 

Então, pense bem como está se comportando e garanta que todo lixo vá para o lixo;

  • Mantenha garrafas e recipientes guardados em locais fechados e virados para baixo. Pneus devem ser cobertos ou, se ficarem expostos, devem conter furos para escoar a água;
  • Não jogue lixo ou entulhos que possam obstruir córregos ou canais de água, evitando que ela se transforme em criadouros de mosquitos;
  • Se você gosta de plantas, coloque areia nos vasos para evitar acúmulo de água;
  • Mantenha caixas d’água vedadas.

Esses cuidados são simples e, pode apostar, vão evitar grandes problemas. 

Repelente: onde passar?

via GIPHY

Se você já toma os cuidados acima, mas quer aumentar a sua proteção, o uso de repelentes é o mais indicado. 

Vale dizer que repelentes com menor duração podem ser aplicados, no máximo, três vezes ao dia, já que podem ocasionar intoxicação caso sejam usados em excesso.

Atenção na hora de escolher o tipo de repelente. Para quem tem pele oleosa, é recomendado, normalmente, o produto em gel. Já para quem tem a pele seca, os ideais são os cremes. Há ainda a versão spray.

Outro detalhe importante é que os mosquitos costumam ser atraídos por cores escuras e perfumes, portanto, repelentes sem odor costumam ser mais vantajosos.

No entanto, é preciso atenção com a forma de aplicar. Afinal, tão importante quanto levar o produto para todos os lugares é aplicá-lo corretamente.

Para te ajudar nessa missão, separamos algumas dicas bem valiosas:

  • Use quantidade suficiente para cobrir com uma fina camada a pele (não precisa usar um frasco a cada aplicação, ok?);
  • Independente se optou por gel, creme ou spray, espalhe uniformemente o produto com as mãos por toda a região a ser protegida. Lembre-se das áreas que são geralmente esquecidas, como tornozelos e a parte de trás dos cotovelos e pescoço;
  • Para aumentar a proteção, é possível aplicar o repelente spray sobre a roupa (no entanto, nunca aplicar embaixo das roupas);
  • Embora existam repelentes com duração de até 12 horas, o produto deve ser reaplicado sempre que tiver contato com água ou se transpirar muito;
  • Se você gosta de usar hidratante ou protetor solar, lembre-se de passar o repelente depois destes produtos. Ele deve ser sempre o último a ser aplicado sobre a pele;
  • Depois de aplicar, lave bem as mãos para evitar que haja contato com os olhos.

Posso passar o repelente na barba?

via GIPHY

Assim como nas outras partes do corpo que contém pelos, não tem problema algum aplicar o repelente na barba.

Assim como é possível aplicar o repelente sobre os fios da barba, você também pode borrifá-lo no cabelo, para garantir que o mosquito não encontre nenhum ponto desprotegido. 

No entanto, por ser uma região mais sensível, o recomendado é aplicar o produto (seja ele em gel, creme ou spray) na mão e depois passar o repelente na barba.

Vale dizer que o repelente não deve, em hipótese alguma, ser aplicado próximo aos olhos, lábios e narinas.

Caso tenha algum corte, ferida ou ainda esteja com a pele irritada, não aplique o produto para evitar complicações como uma infecção, por exemplo.

Em caso de irritações, como ardência e queimação, lave a região com água em abundância e procure um médico.

Na hora de aplicar, prefira lugares abertos, onde há circulação de ar. Dessa maneira, o odor do produto se dispersa mais rapidamente, evitando intoxicações. 

Por fim, é importante dizer que a ação do repelente limita-se a um raio de 2 centímetros e, por isso, deve-se fazer uma boa distribuição do produto. A proteção ocorre até 4 centímetros acima da pele.

Cuidados extras além do repelente na barba

Confira também essas dicas espertas para proteger o ambiente dos mosquitos:

• Mantenha janelas sempre fechadas ao final do dia;

• Aplique repelente spray nas cortinas;

• Instale telas nas janelas;

• Use mosquiteiro no berço e camas;

• Mantenha o seu quintal sempre limpo;

• Não mantenha pneus, garrafas e outros itens que possam acumular água em sua casa. Caso os tenha, guarde-os em local coberto;

• Se tiver repelentes de tomada, mantenha-os a, pelo menos, 2 metros de distância da cama;

• O ventilador pode ajudar a espantar os insetos.

Cara, com essas dicas, você vai evitar – e muito – ser picado por esses insetos tão chatos. E já que o papo é cuidado com o rosto e corpo, não deixe de passar em nosso site e conferir alguns dos produtos que temos para você manter sua pele e pelos bem cuidados e sempre saudáveis.

Por lá, temos uma série de opções para você cuidar bem da sua barba, cabelo e corpo. 

Espero que tenham gostado do post! Compartilhe com os brothers e até a próxima.

Posts Relacionados
Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para Receber NOTÍCIAS E PROMOÇÕES
Mais comentados
Kit Aspirante - Lançamento Barba de Respeito