harmonizacao de vinhos entenda sobre
Comportamento 23 de outubro de 2018

Harmonização de vinhos: entenda sobre

Quem não curte fazer aquela social em casa, preparar um jantar especial e trocar uma ideia? Seja com os amigos, seja com a namorada, o que importa é sempre saber preparar aquele rango de dar água na boca. Por isso, neste post, vamos dar algumas dicas sobre harmonização de vinhos. Afinal, nada melhor que isso para acompanhar as entradas, o prato principal e aquele queijinho esperto!

Se animou? Quer aprender sobre as melhores combinações e não passar vergonha na hora de servir? Então senta aí que é hora de começar o nosso miniguia de sommelier. Bora lá!

O que é harmonização de vinhos?

A ideia da harmonização é combinar sabores, sacou? O vinho é a bebida perfeita para isso, pois sua fermentação pode variar de diversas maneiras, o que permite uma infinidade de sensações diferentes. Fique tranquilo, porque é só uma questão de prática!

Como é feita a harmonização?

via GIPHY

Toda a arte da harmonização de vinhos depende de alguns critérios. Por isso, antes de tudo, é preciso entendê-los para saber como escolher os melhores rótulos. Abaixo, separamos algumas dicas.

Sabor dos alimentos

Sabe aquele PF gigante, com arroz, feijão e farofa, que mata a fome de qualquer ogro? Pode esquecer — pelo menos para fazer harmonização de vinhos. A nossa língua tem a capacidade de interpretar diferentes sabores, mas quando há muitas misturas, fica difícil reconhecer uma combinação perfeita.

Por isso, busque poucos acompanhamentos e prefira alimentos que expressem um sabor definido, como uma carne, um peixe ou uma massa, por exemplo.

Acidez e doçura

Tanto a acidez como a quantidade de açúcar residual presentes no vinho fazem toda a diferença na sua qualidade. Quanto mais doce, menos ácida é a bebida. Um exemplo superficial e bem prático para definir isso é a limonada. Difícil encarar um suco sem açúcar, né?

Claro que nenhum vinho de boa qualidade terá os mesmos níveis de acidez ou de açúcares que um drink de limão, mas o exemplo serve para ilustrar como a língua reage quando há um desequilíbrio muito grande desses dois fatores. Isso é fundamental para ajudar na hora de harmonizar alimentos.

Como combinar a bebida e os alimentos?

Essa é a hora de mostrar que captou as primeiras dicas. Por favor, não vá economizar e comprar aqueles vinhos em garrafa plástica que você bebia com os camaradas no fim da noitada, beleza? Se a ideia é surpreender, é bom coçar o bolso. Mas também não precisa ser nada de outro mundo. No mercado, há sempre boas opções com preços que compensam a experiência.

Separamos alguns exemplos infalíveis de harmonização de vinhos com cada tipo de alimento. Confira:

  • pinot noir: ideal para pratos com ingredientes de sabores terrosos, como os cogumelos e trufas;
  • chardonnay: perfeito com peixes ricos em gorduras e molhos marcantes, como salmão, truta e atum;
  • espumante: cai bem com pratos salgados e crocantes, assim como os empanados;
  • cabernet sauvignon: carnes vermelhas, em especial, com cortes mais suculentos;
  • rosé: indicado para pratos com queijos, como tortas, quiches ou pizzas;
  • sauvignon blanc: combina bem com pratos frescos, assim como pescados, frutos do mar e sushi.

Por que é tão importante harmonizar vinhos?

via GIPHY

O Brasil não é um dos principais produtores e consumidores da bebida no mundo e, às vezes, essa ideia de harmonização parece bobagem, diferentemente de países como França, Itália ou nossos vizinhos argentinos e chilenos.

Mas isso não nos impede de tirar onda como bons entendedores de vinho também. Saber escolher o vinho ideal para a acompanhar os alimentos mostra elegância e bom gosto. É só uma questão de testar, na prática, e começar a desenvolver esse conhecimento.

A harmonização de vinhos é importante para equilibrar sabores, enfatizar alguns ingredientes, limpar o paladar e melhorar a degustação, além de outras vantagens. Enfim, quem ama comer e beber com qualidade sabe da importância do equilíbrio de sabores. Agora que você já sabe alguns segredos, é hora de convocar os amigos ou seu crush e surpreender geral.

Curtiu nossas dicas sobre harmonização de vinhos? Então, compartilhe agora mesmo esse artigo nas suas redes sociais e mostre aos amigos que você sabe do assunto. Quem sabe alguém não se anima para o próximo encontro?

 

Posts Relacionados
Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se para Receber NOTÍCIAS E PROMOÇÕES
Mais comentados
Blend Original® Barba de Respeito